quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Dicas para TER mais e MELHOR SAÚDE

A saúde é o bem mais precioso que temos, normalmente só lhe damos o devido valor quando a perdemos. Lembro-me de uma colega de escola me dizer, que nós só nos lembrávamos dos nossos “órgãos” (braços, pernas, olhos, estomago….), quando eles estavam com problemas, pois no dia a dia nem pensávamos que eles existiam.
É uma grande verdade, por isso talvez não seja má ideia irmos ao longo da nossa vida, protegendo o nosso corpo, a nossa saúde pois como diz o velho ditado “ Vale mais prevenir do que remediar”.


Aqui vão algumas dicas que os meus amigos me enviaram e que não custa nada ter em atenção.

O que se deve EVITAR fazer após as refeições



1 - Não fumar depois das refeições.
Após terem sido feitas experiências ficou provado que fumar um cigarro depois da refeição, é como fumar 10 cigarros (as hipoteses de ter cancro são mais altas).

2 - Não comer frutas imediatamente após as refeições. Isso vai bloquear o estomago. As frutas deverão ser ingeridas 1 ou 2 horas antes ou depois das refeições.

3 - Não beber chá após as refeições, o chá tem um alto conteúdo ácido. Essa substância torna a proteína da comida “ pesada “e difícil de ser digerida.

4 - Não apertar o cinto depois de comer. Apertar o cinto depois das refeições pode causar problemas intestinais.

5 - Não tomar banho depois de comer. O banho pode causar um aumento do fluxo de sangue para as mãos, pernas e corpo, causando enfraquecimento do sistema digestivo.

6 - Não caminhar depois das refeições, mesmo que se tenha ouvido as pessoas dizerem que após a refeição, caminhar cem passos faz viver até 99 anos. Andar imediatamente após a refeição dificultará a absorção dos nutrientes do alimento pelo sistema digestivo. Esperar pelo menos uma hora depois da refeição para caminhar o quanto se quiser.

7 - Não dormir imediatamente. A comida não será digerida apropriadamente, levando a problemas gastro-intestinais.



"A saúde é conservada pelo conhecimento e observação do próprio corpo." Cícero

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Um Momento com DEUS




Lembramo-nos sempre de DEUS e a ele Recorremos sempre que estamos com problemas pedindo que nos ajude, mas quando tudo corre bem no dia a dia, esqueçemos por vezes de parar um pouco para, simplesmente agradecer mais um DIA que nos foi concedido.





"Deus lhe deu um presente de 86.400 segundos hoje. Você usou um para dizer obrigado?" (William Arthur Ward)

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Tulipas uma flor com charme


Tulipa uma flor elegante e colorida



As Tulipas Tiveram a sua origem na Ásia Central. Mas também é possível achar tulipas na Rússia, China e França. É a espécie de flor mais difundida na Holanda. A sua altura ronda entre os 30 e os 60 cm, dependendo da variedade.



Existem cerca de cem espécies, as tulipas têm folhas que podem ser oblongas, ovais ou lanceoladas (em forma de lança). Do centro da folhagem surge uma haste erecta, encimada por uma ou várias flores em forma de taça, que nasce do vértice do bolbo. As flores, singelas (com um máximo de seis pétalas) ou dobradas (com várias camadas de pétalas), são de cores e formas são bem variadas.


As tulipas mais apropriadas para serem cultivadas em interior são as que florescem no Inverno. Normalmente, dividem-se em dois grupos: as túlipas singelas temporãs e as túlipas dobradas temporãs.


Espécies aconselháveis
Singelas temporãs - incluem as seguintes variedades; T.'Bellona'(amarelo-dourado); T. 'Brilliant Star' (escarlate); T.'Couleur Cardinal' (vermelho-alaranjado); T.'Diana' (branco); T.'Pink Beauty' (rosa-escuro manchado de branso); e T.'Van der Neer' (roxo-escuro).



Dobradas temporãs - incluem as seguintes variedades: T.'Electra' (cor-de-rosa-carmim, com pétalas marginadas de cor-de-rosa mais claro); T.'Madame Testout' (cor-de-rosa forte); T.'Marechal Niel' (amarelo com manchas cor de laranja; T.'Peach Blossom' (cor-de-rosa); T.'Scarlet Cardinal' ( escarlate) e T.'Schoonoord' (branco).



Apesar de não ser uma espécie exigente, o solo solto e moído é mais favorável porque é rico em matéria orgânica. Suportam bem o frio, até porque precisam de passar um período de baixas temperaturas no Inverno para conseguir florescer com qualidade. Em climas de Inverno quente, muitas variedades de tulipas podem ter problemas, pois porque com altas temperaturas elas produzem uma floração rápida mas pequena.




Plantação: Plantar os bolbos no Outono em solo bem drenado, solto, fértil e arejado. Devem-se evitar solos pesados e pouco permeáveis. Plantar os bolbos das tulipas com o ápice para cima a cerca de 10cm de profundidade e a 15-20cm uns dos outros. Apertar bem a terra em redor para evitar bolsas de ar de modo a evitar futuras podridões.



Luz: Sol ou Semi-sombra.

Rega:regar abundantemente mas sem encharcar o solo.



Adubação: Adubar o solo com adubo orgânico a uma profundidade de 30cm ou aplicar adubo granulado de libertação lenta, antes da plantação. Contudo pode-se optar por adubar com adubo 14-7-26 a partir do aparecimento da primeira folha ou a cada 30 dias.

Floração: Primavera.



Se adquirir um vaso de tulipas, dê preferência aos que ainda estejam com as flores em botão, permitindo-lhe usufruir da beleza da flor por mais tempo. O vaso deverá ser conservado em um local fresco e com luminosidade, evitando-se os ventos e o sol forte.

Fontes e Fotos: “Mundodeflores”, “Wikipedia”, "PlantasdeInterior”, “JardimdeFlores”, "JardimCentro", outros net.



"Se fosse possível observar claramente o milagre de uma única flor, toda a nossa vida se transformaria." (Buda)

domingo, 25 de outubro de 2009

Gripe A (H1N1)



É sempre útil estarmos devidamente informados, pelo que considerei que estas informações que me enviaram são pertinentes para todos nós.

GRIPE A (H1N1) quais os sintomas?


Comparação dos sintomas da Gripe Comum com os da Gripe A


Modo de Contágio


Medidas de Protecção Individual


O que fazer se suspeitar que contraiu o vírus da gripe A?

Antes de se dirigir a um serviço de saúde, ligue de imediato para a Linha Saúde 24 (808 24 24 24) e siga as instruções. Esta encaminha o utente para os serviços adequados, de modo a salvaguardar a sua saúde e evitar o risco de contágio da infecção.

Para mais informações consultar o site do Ministério da Saúde

"Para adquirir conhecimento, é preciso estudar; mas para adquirir sabedoria, é preciso observar."(Marilyn vos Savant)

terça-feira, 20 de outubro de 2009

ITÁLIA


Viajar sem sair de casa
Por vezes não é possível viajar, as razões podem ser várias, falta de dinheiro, de saúde, idade avançada, enfim podem existir diferentes factores e motivos. No entanto, isso não deve ser impeditivo de conhecer novos locais e costumes, podemos viajar sem sair da nossa cadeira, vendo fotografias que nos transportam, se assim a nossa predisposição quiser, a lugares longínquos.
Para todos os que gostam de viajar, nem que seja através da imaginação, vou passar a colocar no meu blog fotos e informações, que nos vão permitir conhecer um pouco mais outras terras e culturas.


Hoje vamos viajar até … ITÁLIA.

Boa viagem!


Foto: www.worldcelebrationblog.com


A Itália (cujo nome oficial é República Italiana) é uma península do sul da Europa. A maior parte da Itália está localizada na Península Itálica, no continente europeu onde dois enclaves independentes estão localizados: a República de San Marino e o Vaticano. É constituída também por várias ilhas, sendo as maiores a Sicília e a Sardenha.

Foto: Pessoal


A Itália limita-se ao norte com Suíça e com Áustria, a leste com a Eslovênia, com o Mar Adriático (através do qual constata também com a Croácia, Sérvia e Montenegro (antiga Iugoslávia), Albânia, e com o Mar Jônico, que a separa da Grécia.


Foto: superwallpaper.com


A Itália limita-se a sul com o Mar Mediterrâneo (incluindo o Canal de Malta que separa a Sicília de Malta), com o Mar Tirreno e com o Mar da Ligúria (ambos separando o território peninsular das ilhas da Sicília e Sardenha e da ilha francesa da Córsega). Finalmente, a Itália limita-se ao oeste com a França.


Foto: Pessoais


O idioma oficial é o italiano, falado por quase toda a população, mas também existem outras línguas e dialectos falados no dia-a-dia pela população italiana, como o sardo (na Sardenha), napolitano (em Campânia), vêneto (no Vêneto), friulano (em Friuli-Venezia Giulia), francês (no Valle d'Aosta), alemão (em Trentino-Alto Ádige), esloveno (em Trieste).


Foto: Fanpop.com

A sua moeda é o euro. O clima varia de região para região, havendo diferenças notáveis nas temperaturas, sobretudo durante o inverno.

A capital
é Roma. Está localizada na região do Lazio (Lácio). É uma cidade moderna, cosmopolita e, ao mesmo tempo, soube conservar o seu grande legado histórico, sendo conhecida internacionalmente como A Cidade Eterna.


Foto: Pessoal


A bandeira nacional da Itália foi adoptada em 1870. Foi desenhada por Napoleão, que a fez parecida com a francesa, mas substituiu o azul da bandeira francesa pelo verde, sua cor favorita. O Verde significa a "Liberdade”, o Branco significa a "Igualdade” e o Vermelho significa a "Fraternidade”.


O Brasão
de Armas da República Italiana (em italiano, Stemma della Repubblica Italiana), tem sido o símbolo da República Italiana desde 5 de Maio de 1948. [1] Tecnicamente, é um emblema em vez de um brasão de armas, uma vez que não foi concebido para estar em conformidade com as regras tradicionais heráldicas.

A Itália é um país altamente urbanizado, sendo as maiores cidades do país Roma, Milão e Nápoles. Cerca de 98% da população italiana são descendentes de italianos. Os restantes 2% incluem alemães que vivem na região de Trentino-Alto Adige, e eslovenos, que vivem na região de Trieste, bem como descendentes de franceses, que vivem na região de Valle D'Aosta.


Foto: TreakEart_ Mamont


A economia da Itália, está dividida em um norte industrialmente desenvolvido, dominado por empresas privadas, e um menos desenvolvido e agrícola sul. As principais exportações da Itália são automóveis (Grupo Fiat, Aprilia, Ducati, Piaggio), produtos químicos, petroquímicos (Eni), eletricidade (Enel, Edison), eletrodomésticos (Merloni, Candy), tecnologia aeroespacial e de defesa (Alenia, Agusta, Finmeccanica), armas de fogo (Beretta); mas os produtos exportados mais famosos do país estão nos campos da moda (Armani, Valentino, Versace, Dolce & Gabbana, Roberto Cavalli, Benetton, Prada, Luxottica), alimentos (Ferrero, Barilla, Martini & Rossi, Campari, Parmalat), veículos de luxo (Ferrari, Maserati, Lamborghini, Pagani) e iates (Ferretti, Azimut).


Foto: Pessoal


O relevo italiano é bastante acidentado, com os Apeninos formando o esqueleto central da península. O ponto mais alto do Itália é o Mont Blanc, com seus 4,810 metros, sendo também de referir o vulcão Etna na Sicília, que é o mais alto vulcão da Europa e um dos mais altos do mundo, atingindo aproximadamente 3.340 metros de altura. O Etna é um vulcão activo situado na parte oriental da Sicília, entre as províncias de Messina e Catânia.


Foto: Pessoal


A cozinha italiana é talvez uma das mais ricas do mundo em consequência dos vários povos que passaram pela península itálica ao longo dos séculos. Para a maioria dos italianos as massas constituem o prato principal de uma refeição, com excepção dos das zonas do extremo Norte do país, onde o risotto e a polenta são a norma.




Apesar das comidas italianas mais conhecidas serem massas, pizzas e salsichas, a culinária italiana é um mundo a ser explorado. Do sul da península, com sabores simples e aromáticos e bastante azeite de oliva, ao norte montanhoso, com pratos quentes apimentados, a Itália oferece ao visitante uma colorida culinária.


Foto: Pessoal


Cultura
A Itália é um dos maiores e mais importantes centros da cultura ocidental, a sua influência está presente na arquitectura, pintura, escultura, música ou literatura. A contribuição italiana para a arte e cultura surge das obras de Michelangelo, Leonardo da Vinci, Botticelli, Caravaggio e Rafael, entre outros. Além da pintura, escultura e arquitectura, as contribuições da Itália para a literatura, ciência e música são indiscutíveis.



Roma
Ao passear pelas ruas da cidade, redescobre-se a gloriosa história de Roma: o impressionante Coliseu de Roma, as suas magníficas piazze (praças). Ao mesmo tempo, oferece aos seus visitantes as vantagens de uma cidade contemporânea, com uma animada vida social e uma cultura fascinante.

No interior da cidade encontra-se o estado da Cidade do Vaticano (ou Santa Sé), sede da Igreja Católica Apostólica Romana e residência do Papa, que também é bispo de Roma.

É uma das cidades com maior importância na História mundial, sendo um dos símbolos da civilização europeia. Conserva inúmeras ruínas e monumentos na parte antiga da cidade, especialmente da época do Império Romano, e do Renascimento, o movimento cultural que nasceu na Itália.

Foto: Pessoal

PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS:
Museus do Vaticano e Capela Sistina, Basílica de São Pedro, Museu Nacional de Villa Giulia, The Pantheon, Fórum Romano, Palatino e Museu Palatino, Coliseu, Fontana di Trevi.



Milão
A cidade mais cosmopolita de Itália. Chamam-na a capital da moda, famosa pelos seus grandes desfiles, as suas lojas de estilistas e os seus modelos. Milão honra o seu nome e a sua fama.
Representa a Itália moderna, industrial, chique.

A cidade tem um rico património cultural e possui uma culinária riquíssima em pratos variados (é o lar de inúmeros pratos famosos, como o bolo de Natal e Panetone).

Milão é também conhecida por conter vários museus importantes, universidades, academias, palácios, igrejas e bibliotecas (tais como a Academia de Brera e o Castello Sforzesco)


PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS:
Os lugares principais para visitar são la Piazza Duomo com a sua famosa Igreja (1386), Santa María Delle Grazie (1463) onde se encontra a famosa pintura de Leonardo Da Vinci “A Última Ceia”, teatro La Scala , um dos mais famosos da Europa, Galleria Vittorio Emanuele II, Museo Poldi-Pezzoli, Museo Nazionale della Scienza e della Tecnica Leonardo da Vinci, o castelo Sforzesco (1358-1368).



Foto: Pessoal



Nápoles
A romântica Nápoles, duas horas ao sul de Roma, é a maior cidade do sul da Itália.

A cidade tem alguns dos melhores teatros e óperas do mundo e muitas vezes é referida como "museu a céu aberto", devido a seus vários monumentos e estátuas históricas.

Tem origem na antiga cidade grega de Neapolis. Nesta cidade, nasceram os papas: Bonifácio V, Urbano VI, Bonifácio IX, Paulo IV, Inocêncio XII.

O seu centro histórico foi declarado património mundial pela UNESCO.


Foto: Wikipedia

PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS:
Museu Arqueológico Nacional, onde se encontram os achados de Pompeia e Herculano, destruídas pelo Monte Vesúvio em 79 d.C. As ruínas de Pompeia, são bastante espalhadas e são necessárias umas três horas para ver o essencial. Não deixar de incluir no roteiro a Casa do Fauno, a Casa dos Vetii, as Termas do Fórum, os Teatros e a Villa dos Mistérios.



Veneza
Veneza é património artístico de toda a Humanidade pela particularidade da sua localização geográfica e pelos seus bonitos monumentos, testemunhos da enorme riqueza da República Veneziana, sobretudo nos séculos XVII e XVIII.

A cidade símbolo do romantismo continua a mesma desde a idade média.A Piazza de San Marco, é o coração e alma de Veneza, esta praça abriga uma das cerimónias mais bonitas da cidade, por isso vale a pena acordar bem cedo para assistir à cerimónia de hastear da bandeira de Veneza, executada pelas tropas de Carabinieri em seus trajes típicos.

Canais cortados por pontes em arco, gôndolas deslizando em silêncio pelas águas, palácios medievais formam um conjunto sem igual, e transformaram este lugar num sonho.


PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS:
Basílica de São Marcos, Ponte Rialto, Canais de Veneza, Palácio Ducal, Palácio Contarini del Bovolo, Palácio Grassi, Palácio C'adoro, Ponte dos Suspiros, Campo San Polo, Mercado Rialto, Teatro La Fenice, Galeria da Academia.



Florença
O berço da arte e da cultura européia. Florença é a cidade mais rica de monumentos medievais de Italia e de toda a Europa.

Em Florença nasceram ou viveram poetas e escritores como Dante, Petrarca e Boccaccio, pintores como Piero della Francesca, Giotto e Beato Angelico, escultores como Miguel Angelo e sobretudo a mente mais genial da história da humanidade: Leonardo da Vinci.

Hoje, Florença conseguiu combinar as características de uma cidade moderna com o respeito pelos monumentos antigos, já que a cidade está rodeada por grandes avenidas exteriores que tornam mais fácil a entrada ao bairro medieval.




PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS:
“La Plaza de la Señoría”, nela podem-se admirar várias esculturas entre elas “El Rapto de las Sabinas”, “El Palazzo Vecchio”, o Palácio de la Señoría edificado em 1294, cujas paredes estão adornadas com frescos de Vasari. “La Galería de los Uffizi”, encontra-se no interior do palácio da família Medici. Data de 1560. Nela pode-se admirar uma extensa colecção de arte italiana e estrangeira entre elas a arte de Leonardo Da Vinci e de Botticelli, “La Basílica de la Santa Cruz”, nela estão as tumbas de famosas personagens tais como, Dante, Machiavelli e Miguel Angelo entre outros.

Foto: Pessoal


A Itália é famosa pela sua arte, cultura e monumentos, entre os quais se encontram a Torre de Pisa o Coliseu de Roma, bem como pela sua comida (pizza, pasta, etc.), vinho, estilo de vida, elegância, design, cinema, teatro, literatura, poesia, artes plásticas, música (especialmente a Ópera), e, de forma geral, por aquilo que é considerado por muita gente "bom gosto".

Fontes e Fotos: “Wikipédia”, “bella Italia”, “Europa Viagem”, “Quiero Itália”, “Itália Tourism”, “Discovery Itália”, Fanpop.com; Treakearth.com; Pessoais, outros.


* Fotos: Net
As fotografias sem indicação dos autores é porque não os consegui identificar. Se forem suas, por favor queiram contactar-me que colocarei imediatamente o seu nome, ou retiro-as se for esse o seu desejo. Não é de maneira nenhuma minha intenção quebrar direitos de autor.

Photographs without the authors’ names are because I could not identify them. If they are yours, please contact me and I will put immediately your name, or remove them, if that is your wish. It is not my intention to break authors rights.


Foto: Pessoal


“A Verdadeira viagem não está em sair a procura de novas paisagens, mas em possuir novos olhos”Marcel Proust

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Como os FRUTOS ajudam na nossa SAÚDE

A Saúde é um bem precioso e como tal, sempre que recebo ou encontro algum artigo sobre este tema e que penso poder ser útil, gosto de o partilhar.



Ao decorrer do tempo, o homem veio a descobrir que as frutas possuem não só um grande valor nutritivo, mas também efeito medicinal. As frutas hoje estão entre os maiores agentes terapêuticos dados pela natureza.

Uma ALIMENTAÇÃO
rica em FRUTAS e VEGETAIS reduz o risco de acidente vascular cerebral (AVC) e outras doenças cardiovasculares, reduz o risco de vir a sofrer de diabetes do tipo 2 (mellitus),proteger-nos de certos cancros, tais como cancro da boca, do estômago, do cólon e recto, reduz o risco de desenvolver cálculos renais (pedra nos rins) e osteoporose (diminuição da massa óssea).

Hoje apresento uma tabela de Frutos e qual a sua importância na nossa SAÚDE.

Fruta um alimento precioso!!!



DICA - Durante o pequeno almoço, adicione fruta (fresca ou seca) aos cereais ou ao leite/iogurte. Ou, então, não saia de casa sem levar consigo uma peça de fruta que possa consumir a caminho do local de trabalho.


DICA - Procure ter no seu local de trabalho fruta (fresca ou seca) para consumir nos intervalos entre as principais refeições em vez de snacks hipercalóricos.


DICA - Comer a fruta 1 ou 2 horas antes ou depois das refeições, pois após as refeições promove fermentação no tubo digestivo (causando gases e mal estar).

Não esquecer que os sumos de fruta naturais devem ser bebidos no momento em que são feitos, caso contrário o seu conteúdo em vitaminas diminui consideravelmente. A ingestão destes sumos não dispensa o consumo de fruta fresca.

Fonte: Artigos diversos sobre a importãncia Fruta na saúde

Conselho: Tome cuidado com a sua saúde
Se é boa, mantenha-a.
Se é instável, melhore-a.
Mas lembre-se sempre que é a sua MAIOR RIQUEZA

Consulte sempre seu médico e/ou nutricionista para uma alimentação adequada as suas reais necessidades.




"Saber é compreendermos as coisas que mais nos convém." (Friedrich Nietzsche)

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Preservar a Natureza é Fundamental - RECICLAGEM


A Natureza está em perigo, devido à falta de sensibilidade do homem.



 Se queremos preservar o nosso planeta, cabe a cada um de nós, fazer a sua parte no dia-a-dia, agindo e informando sobre a importância de evitar o desperdício de água, energia, combustível, papel, alimentos e outros recursos, além de incentivar a redução do lixo, o reaproveitamento e fazendo uma escolha selectiva e um consumo responsável.


Foto: Net

Falei anteriormente sobre como cada um de nós pode contribuir, para um Planeta mais saudável e ao mesmo tempo poupar dinheiro, apenas sendo necessário uma mudança de comportamentos, que se traduzem em pequenos gestos no dia-a-dia, evitando o desperdício de Água e Energia. Hoje vou falar sobre a importância da



O conceito de reciclar é transformar objectos usados em produtos novos, possibilitando a preservação do meio ambiente e o favorecimento de um desenvolvimento económico.

Foto: Net

Hoje vivemos numa época em que a maioria dos produtos são descartáveis, ou seja, as embalagens ou produtos utilizados têm uma duração de vida muito curta, são de usar e deitar fora. Diariamente, cada um de nós é responsável pela produção de cerca de 1,3 kg de resíduos. No final de um ano são quase 500 kg, somando toda a produção mundial os números tornam-se assustadores. Isto mostra sem sombra de dúvida, que um dos maiores problemas ambientais enfrentados na actualidade é o que fazer com o lixo.



Foto: Net

O lixo contribui para a poluição visual, do ar, do solo e da água. Indirectamente pode atingir o ser humano através de doenças transmitidas por pragas, insectos ou animais cuja cadeia alimenta se faz no lixo.

As preocupações com a qualidade de vida no nosso planeta e a escassez de recursos naturais provocam a consciencialização de melhor aproveitamento dos resíduos sólidos, urbanos e a redução do material depositado nos aterros sanitários.


Foto: Net

CURIOSIDADES
SABE QUAL O TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO DE?






Teoricamente todo lixo produzido pode ser reutilizado ou reciclado, somente alguns produtos ficam fora do processo por questões de segurança ou dificuldade de manuseio.

A Reciclagem é um termo originalmente utilizado para indicar o reaproveitamento (ou a reutilização) de um material no mesmo processo em que, por alguma razão foi rejeitado. A reciclagem permite uma diminuição no impacto ambiental, já que limita a a extracção de matéria prima na natureza, permite um menor consumo de energia, menos lixeiras e incineradoras e uma redução da poluição.



CURIOSIDADES DA RECICLAGEM

- A incineração de 10 mil toneladas de resíduos pode criar apenas um emprego, enquanto a reciclagem da mesma quantidade pode proporcionar a ocupação de 40 pessoas.

- A energia poupada pela reciclagem de uma garrafa de vidro é suficiente para manter acesa uma lâmpada de 100 watts durante 4 horas.

- Quando se inclui vidro de embalagens usadas na fusão das matérias-primas que entram no fabrico do vidro poupa-se combustível, pois há menos matéria para fundir.

- Por cada tonelada de vidro usado incluída no fabrico de vidro poupam-se 1,2 toneladas de matérias-primas originais.

- Uma tonelada de papel reciclado evita o abate de 15 a 20 árvores.

- A produção de papel reciclado permite poupar água necessária na produção de papel e diminuir o corte de árvores, contribuindo assim para uma floresta sustentável.

- A produção de papel reciclado consome 2 a 3 vezes menos energia que a produção de papel a partir da fibra vegetal.

- Que uma única pilha contamina o solo por 50 anos?

DICAS DE RECICLAGEM: reduzir, reaproveitar e reciclar



1. Reciclar o vidro. Calcula-se que a reciclagem de 1 tonelada de vidro poupa 65% da energia necessária à produção da mesma quantidade.

2. Ser económico: poupar papel, usando o outro lado para tomar notas ou fazer rascunhos. Um terço do consumo de papel destina-se a embalagens. E alguns têm um período de uso inferior a 30 segundos.

3. Reutilizar o papel de embrulho das prendas.

4. Dar prendas úteis. Procurar descobrir o que os familiares estão precisando ou querendo comprar na ocasião.

5. Preferir consertar a substituir objectos.

6. Regular o carro para poupar combustível. Usar gasolina sem chumbo.

7. Sempre que possível, reduzir o uso do carro. Para pequenas distâncias, ir a pé. Partilhar o carro com outras pessoas e sempre que for possível optar pelos transportes públicos.

8. As fotocopiadoras e as impressoras a laser utilizam cassetes de toner de plástico, que frequentemente têm de ser substituídas. Contactar uma empresa que recicle esse plástico ou que o use novamente.

9. Doar roupas, brinquedos, livros e outros objectos que não tem mais utilidade para nós, mas que podem ser úteis para outra pessoa.

10. Se levar sacos de supermercado para casa, reutilize-os como sacos de lixo, mas use com bastante moderação pois a decomposição leva 100 anos.

11. Antes de sair de casa, fazer uma lista do que é preciso comprar., evitando compras por impulso Comprar somente a quantidade que se vai consumir não enchendo a casa de tralhas.

12. No escritório, usar somente 1 copo de plástico por dia ou trazer uma caneca de casa.

COMO SEPARAR O LIXO



- O primeiro passo é separar as embalagens usadas por tipo de material e prepará-las para a sua colocação em ecopontos ou ecocentros.

- Para evitar mau cheiro em casa, passar por água algumas embalagens.

- Sempre que possível, devem espalmar-se as embalagens para reduzir o espaço.

- É importante retirar as rolhas e as tampas sempre que são feitas de outros materiais, diferentes da embalagem em si.

- Depositar também no ecoponto o saco que se utilizou para transportar as embalagens.


A maior parte dos resíduos que nós produzimos são reaproveitáveis através da reciclagem. Após a separação do lixo doméstico este deve ser depositado nos Ecopontos. Para facilitar a colocação correcta dos materiais nos diferentes contentores do Ecoponto, foi criado um padrão internacional de cores para os resíduos recicláveis.

Os ecopontos podem ser das seguintes cores: amarelo, azul, verde, vermelho, roxo, castanho, cinzento, branco, laranja e preto.


As embalagens de madeira, por se tratarem de embalagens menos frequentes, apenas podem ser depositadas nos ecocentros.




Quando levarmos os resíduos ao Ecoponto, devemos colocar os objectos um a um no respectivo contentor. A separação objecto a objecto facilita as tarefas que se efectuam de posteriormente na Estação de Triagem.

Se for mantida a produção actual de lixo, em poucos anos não haverá mais local onde colocar tanto lixo!

A solução é a reciclagem, porém o primeiro passo é reduzir a quantidade de lixo produzido por cada um de nós, reutilizar tudo o que pudermos e então reciclar.

Fontes: "wikipedia"; "www.deco.proteste.pt"; "abcdoambiente"; pelanatureza.pt";  "planetasustentavel.abril.com.br/";  outros

Reciclar é, mais do que uma atitude de cidadania e um bom hábito, significa também que estamos a proteger o ambiente e a pensar num futuro com qualidade.



Reduzir, Reutilizar e Reciclar deverão ser palavras chave no quotidiano de todos nós!