quinta-feira, 27 de junho de 2013

Divagando pelas ARTE Surrealista de Ben Goossens




Ben Goossens, um publicitário e designer Belga, encanta-nos com as suas montagens de fotografias digitais, num encadeado de realidade e imaginação. 








Goossens nasceu em 1945, vive em Willebroek na Belgica e desde os 15 anos que se interessa por fotografia e ilustração.





Segundo ele todos os artistas surrealistas foram uma fonte de inspiração para os conceitos visuais durante os seus estudos e vida profissional.




 




Ao se aposentar ao fim de 35 anos de trabalho como diretor de arte numa agência de publicidade, durante os quais ganhou mais de 15 anos de experiência em photoshop, começou uma nova étapa, um pouco como uma extensão do seu trabalho anterior, surge assim um novo hobby.


 



Começou a criar montagens de fotografias digitais, num estilo Surrealista, como o seu compatriota, René Magritte.





 


As suas melancólicas personagens e paisagens, metáforas da vida real, transportam-nos para um mundo surreal.









As imagens de Goossens receberam prémios em vários prestigiados concursos internacionais de fotografia, incluindo medalhas de ouro e prata no Trierenberg Super Circuit, o maior salão anual de fotografia do mundo.



 





Numa mistura de realidade e de sonhos, Ben Goossens cria fotomontagens espectaculares que nos levam em plena divagação pelo seu mundo imaginário.







Fontes e Fotos: Wikipedia; http://photo.net/; http://bengoossens.pixu.com/; outros net




"A finalidade da arte é dar corpo à essência secreta das coisas, não é copiar sua aparência." (Aristóteles)

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Maria - Poema de Antero de Quental





Tenho cantado esperanças...
Tenho falado d'amores...
...Das saudades e dos sonhos
Com que embalo as minhas dores...

Entre os ventos suspirando
Vagas, tênues harmonias,
Tendes visto como correm
Minhas doidas fantasias.

E eu cuidei que era poesia
Todo esse louco sonhar...
Cuidei saber o que é vida
Só porque sei delirar...

Só porque a noite, dormindo
Ao seio duma visão,
Encontrava algum alivio,
Meu dorido coração,

Cuidei ser amor aquilo
E ser aquilo viver...
Oh! que sonhos que se abraçam
Quando se quer esquecer !

Eram fantasmas que a noite
Trouxe, e o dia já levou...
A luz d'estranha alvorada
Hoje minha alma acordou !

Esquecei aqueles cantos...
Só agora sei falar !
Perdoa-me esses delírios...
Só agora soube amar !



Antero de Quental



terça-feira, 25 de junho de 2013

♫ I'll Find My Way Home - Jon and Vangelis ♫





You ask me where to begin
Am I so lost in my sin
You ask me where did I fall
I'll say I can't tell you when
But if my spirit is lost
How will I find what is near
Don't question I'm not alone
Somehow I'll find my way home

My sun shall rise in the east
So shall my heart be at peace
And if you're asking me when
I'll say it starts at the end
You know your will to be free
Is matched with love secretly
And talk will alter your prayer
Somehow you'll find you are there

Your friend is close by your side
And speaks in far ancient tongue
A season's wish will come true
All seasons begin with you
One world we all come from
One world we melt into one
Just hold my hand and we're there
Somehow we're going somewhere
Somehow we're going somewhere

You ask me where to begin
Am I so lost in my sin
You ask me where did I fall
I'll say I can't tell you when
But if my spirit is strong
I know it can't be long
No questions I'm not alone
Somehow I'll find my way home
Somehow I'll find my way home
Somehow I'll find my way home
Somehow I'll find my way home
 
 
Jon and Vangelis
 
 
 
 

domingo, 23 de junho de 2013

Divagando com Joaninhas



Sempre achei as joaninhas um insecto simpático e elas sempre faziam parte das histórias da minha infância. Elas são símbolo de serenidade, sorte e felicidade. Lindas e de muitas cores ao alimentarem-se de insectos prejudiciais às plantas, tal como pulgões, mosca-branca ou cochonilhas, elas diminuem o número de pragas que destroem as plantações, ajudando assim a natureza. Hoje vamos divagar apreciando Joaninhas e refletindo com alguns Pensamentos. 




“A arte de escutar é como uma luz que dissipa a escuridão da ignorância.”(Dalai Lama)




"A natureza deve ser considerada como um todo, mas deve ser estudada em detalhe." (Mário Bunge)




“Todos nós temos o extraordinário codificado dentro de nós, esperando para ser liberatado.” Jean Houston




“O mundo muda constantemente, e, na Natureza, ser constante seria uma inconstância.” Abraham Cowley 




“Um único evento pode despertar dentro de nós um estranho totalmente desconhecido.” Antoine De Saint Exupery




"Toda a natureza é uma harmonia divina, sinfonia maravilhosa que convida todas as criaturas a que acompanhem sua evolução e progresso." (Tsai Chih Chung) 




"A Natureza revela-se como força potentíssima, majestade inesgotável de energias que usa de grande variedade na sua ordem e na criação das coisas." (Duarte Pacheco) 




"Os nossos caminhos são inumeráveis, mas incertas são as nossas estadias." (Saint-John Perse)




“A verdadeira profissão do homem é encontrar o caminho para si mesmo.” Hermann Hesse




“As pessoas gastam uma vida inteira buscando pela felicidade; procurando pela paz. Elas perseguem sonhos vãos, vícios, religiões, e até mesmo outras pessoas, na esperança de preencherem o vazio que as atormenta. A ironia é que o único lugar onde elas precisavam procurar era sempre dentro de si mesmas.” Ramona L. Anderson