sábado, 2 de abril de 2016

Vida - Poema de Miguel Torga





Do que a vida ê capaz!
A força dum alento verdadeiro!
O que um dedal de seiva faz
A rasgar o seu negro cativeiro !

Ser!
Parece uma renúncia que ali vai,
— E é um carvalho a nascer
Da bolota que cai!


Miguel Torga, em Diário 



4 comentários:

  1. Lindo poema de Torga e aqui bem apresentado, como sempre! Lindo fds! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Maravilhoso fim de semana querida amiga,que a vida sempre nos desperte a alegria de a viver ,beijinhos muitas felicidades

    ResponderEliminar
  3. Hello Maria,
    Nice words with a wonderful image.

    I wish you a nice weekend,
    Marco

    ResponderEliminar
  4. Pura maravilha!!!!
    Um post fabuloso, e um mix de escolhas de primeira!...
    Adorei! Bjs
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.