terça-feira, 1 de agosto de 2017

Festa da Paisagem





Lá,bem distante,
Onde nasce o regato,
Onde florescem magnólias,
Na paisagem bucólica,
Flores exalam seu perfume...

Em cada canto,
Existe uma flor que desabrocha
Engalanando o ambiente
Com a beleza do seu colorido.
O verde se torna mais verde,
A mata mais densa,
Os galhos se enchem de folhas.
Surgem flores delicadas
Com cores vivas e variadas,
Na época da primavera.

As moradas e os jardins se enriquecem
Com a força renovadora da natura.

Vê-se ,ao longe,
Crianças brincarem
No tapete verde das campinas.
Campinas verdes
Iluminadas pela luz do sol!
E, ao longo dos caminhos,
Os pássaros fazem seus ninhos,
Tornando terno e belo
O espetáculo da natureza!...


Olympiades Guimarães Corrêa

11 comentários:

  1. Belíssimo poema Maria! Ótima escolha! Confesso que não conhecia o autor.

    Beijos e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderEliminar
  2. Poema lindo demais! Parabéns pela escolha.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. O título não podia ser mais apropriado, este poema é realmente uma festa da paisagem que nos envolve e alegra. Gostei muito da imagem e do poema!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Paisagens existem dignas de grandes poesias, sim


    Beijinho e feliz Agosto , amiga

    ResponderEliminar
  5. Tão bom de ler, é só fechar os olhos e deixar a imaginação fluir.
    Belo dia!

    ResponderEliminar
  6. Um riquíssimo momento cheio de beleza querida amiga ,muito obrigado pela partilha beijinhos felicidades

    ResponderEliminar
  7. A natureza é uma riqueza natural que possuímos e tantas pessoas não valorizam!AbraçO

    ResponderEliminar
  8. Onde fica este paraíso de sonho . Ainda procuro um destino para ir de férias
    abraço

    ResponderEliminar
  9. Um belo poema e as ilustrações são lindíssimas!
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  10. O titulo retrata claramente o poema.
    É uma festa.
    Boa entrada de mês de agosto.
    Abraços.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.