sábado, 14 de novembro de 2009

Combater a Poluição da ÁGUAS


A Natureza está em perigo, devido à falta de sensibilidade do homem. Se queremos preservar o nosso planeta, cabe a cada um de nós, fazer a sua parte no dia-a-dia, agindo e informando sobre a importância de evitar o desperdício de água, energia, combustível, papel, alimentos e outros recursos, além de incentivar a redução do lixo, o reaproveitamento e fazendo uma escolha selectiva e um consumo responsável.
 



Falei anteriormente sobre como cada um de nós pode contribuir, para um Planeta mais saudável e ao mesmo tempo poupar dinheiro, apenas sendo necessário uma mudança de comportamentos, que se traduzem em pequenos gestos no dia-a-dia, evitando o desperdício de Água, Energia e Reciclagem. Hoje vou falar sobre a importância de Combater a poluição das Águas.




A água é um dos mais essenciais recursos naturais para todos os seres vivos, ela é vital á vida do planeta.

Vista do espaço, a Terra parece o Planeta Água, pois esta cobre 75% da superfície terrestre, formando os oceanos, rios, lagos etc. No entanto, somente uma pequenina parte dessa água está à disposição da vida na Terra. Apesar de parecer um número muito grande, a Terra corre o risco de não mais dispor de água limpa, o que em última análise significa que a grande máquina viva pode parar.
A poluição da água é a introdução de materiais químicos, físicos e biológicos que estragam a qualidade da água e afecta o organismo dos seres vivos.
As principais causas de deteriorização dos rios, lagos e dos oceanos são a poluição e contaminação da água provocada por vários agentes que a ela vão parar, como : esgotos domésticos não tratados, despejos industriais, derrame de petróleo, plásticos entre outros.


ESGOTOS
O desenvolvimento acelerado das actividades económicas e do crescimento demográfico, não acompanhado pela construção equilibrada de infraestruturas e de saneamento básico, aumentaram os problemas de poluição.
Ainda grande quantidade de esgoto doméstico é despejada no mar, mas somente uma parte é previamente tratada. Tecnicamente, tratar os esgotos antes de lançá-los no mar não é um problema, mas custa caro e por vezes até os países mais ricos, têm alguma relutância em gastar dinheiro com estações de tratamento.
A indústria é também uma grande consumidora de água e é responsável pela sua mais grave forma de poluição. Isso é devido não só às elevadas cargas poluentes descarregadas mas também à sua perigosidade. As águas de processo, contaminadas com os mais diversos produtos químicos perigosos, integram cargas poluentes elevadas que o meio receptor dificilmente é capaz de depurar.
Nos efluentes industriais as fossas de baixa qualidade constituem o meio mais importante de poluição das águas subterrâneas.
Para além dos esgotos, todos os tipos de lixo jogados na rua, podem por sua vez ser carregados pela água das chuvas para os rios e destes para o mar.

LIXOS INDUSTRIAIS
Mais perigosa do que o lixo dos esgotos é a poluição química das indústrias. Uma grande quantidade de despejos industriais é lançada directamente no mar ou chega até ele através dos rios nos quais é despejada, sem qualquer processo de filtragem.
Enquanto o esgoto doméstico é orgânico e pode ser reciclado pelo mar, grande parte do esgoto industrial é inorgânica, não se decompondo facilmente e permanecendo inalterada. Gradualmente, esses dois tipos de esgotos se somam, causando cada vez mais poluição. Mais de 100 mil produtos químicos diferentes têm como destino final o mar e, com frequência, ninguém sabe quais serão as consequências. A maior parte permanece nas águas costeiras, porém, como o oceano é um vasto sistema móvel, os compostos químicos vão lentamente espalhando-se por ele.
Só recentemente foram criadas leis para que sejam tratados os esgotos industriais, tentando diminuir a quantidade de rios e lagos poluídos em todo o mundo.
A chuva que cai no mar também por vezes está contaminada com poluentes atmosféricos oriundos das chaminés das fábricas, das unidades de aquecimento central e dos escapes dos veículos.

DERRAME DE PETRÓLEO

Os derrames de petróleo quer por acidente com petroleiros quer por limpeza dos tanques no mar, são uma das piores causas de poluição do mar. O petróleo flutuando espalha-se pela superfície das águas não permitindo que a luz do Sol penetre na água, inviabilizando o processo de fotossíntese da vegetação aquática. Sem oxigénio e alimento, a morte dos peixes, em grande escala, é inevitável. Aqueles que chegam à superfície ficam impregnados de óleo e morrem por asfixia.



As aves, focas e baleias que se alimentam de peixe também acabam morrendo ou acabam contaminando os demais animais da sua cadeia alimentar.

Quando as marés negras atingem as zonas costeiras, os seus efeitos tornam-se ainda mais catastróficos. Todo o ecossistema aquático da região e de grande extensão dos arredores fica comprometido. Além dos prejuízos ambientais (destruição da fauna e da flora com elas entram em contacto), provocam enormes prejuízos à actividade pesqueira e tem um forte impacto negativo na actividade turística, já que os resíduos petrolíferos, de remoção difícil, impedem durante muito tempo a utilização das praias.

O derrame de petróleo é considerado um dos maiores e mais graves desastres ecológicos.

PLÁSTICOS

O plástico é uma das grandes pragas dos mares. Actualmente, milhares de toneladas de plásticos são lançados no mar todos os anos. Sabe-se que existem grandes massas de plásticos flutuando nos oceanos, sendo a mais conhecida a Grande Mancha de Lixo do Pacífico, também apelidada de "sopa de plástico". Os detritos estão agrupados numa espécie de redemoinho que começa a cerca de 1000 quilômetros da costa da Califórnia (EUA), passa pelo Havaí, e estende-se até quase ao Japão. O lixo é mantido no local pelas correntes oceânicas. No Pacífico Norte, com ventos fracos, as correntes tendem a empurrar qualquer material que flutue para o centro, uma área com pouca energia. Estes resíduos são problemáticos criando riscos para aves marinhas e outra fauna que os podem ingerir por engano.
De acordo com o Programa Ambiental das Nações Unidas, detritos de plástico constituem 90% de todo o lixo flutuante nos oceanos e é a causa da morte de mais de um milhão de aves marinhas todos os anos, bem como de mais de cem mil mamíferos marinhos.
Os mares, rios e lagos têm vindo a ser utilizados como um gigantesco caixote do lixo.


Como Contribuir Para Evitar A Poluição da Água
1. Não deitar lixo nas ruas, praias, rios ou no mar.
2. Tratar os esgotos e efluentes industriais antes de serem lançados ao mar.
3. Acondicionar o lixo doméstico em local adequado e seguro para que não se transforme lixo marinho.
4. Não desperdiçar água, em casa ou em qualquer outro lugar.
5. Colocar filtros nas fábricas e indústrias.
6. Canalizar toda a água utilizada pela população para uma estação de tratamento.
O controle da poluição passa por uma grande diversidade de medidas, da imposição de regras à actividade industrial e do investimento em equipamentos de reciclagem e também de pequenos gestos nossos no quotidiano.

A água é um bem precioso e indispensável e não é inesgotável!!!
Por isso, é fácil compreender que é necessário conservar e preservar a água e aproveitar os seus imensos recursos de uma forma inteligente e racional para não colocar em risco toda a vida na Terra.

Fontes: The Independent, Greenpeace, Naturlink, PreservarAmbiente, artigos do Jornal de Notícias, outros Internet



“É triste pensar que a natureza fala e que o género humano não a ouve.” Víctor Hugo

2 comentários:

  1. Estou neste momento a fazer um trabalho sobre o ambientalismo... é interessante aquilo que escreves-te.
    Tens razao quando dizes "Se queremos preservar o nosso planeta, cabe a cada um de nós, fazer a sua parte no dia-a-dia, agindo e informando sobre a importância de evitar o desperdício de água, energia, combustível, papel, alimentos e outros recursos, além de incentivar a redução do lixo, o reaproveitamento e fazendo uma escolha selectiva e um consumo responsável."
    Mas é tão ruim ver tão pouca gente a travar essa batalha! Cada dia as coisas estão mais degradadas e cada vez mais a nossa terra vai ficando uma bola de terra suja! Vamos implementar mais boas ideias!

    ResponderEliminar
  2. Ajudou Muito Você Falou Claramente e Deixou Meu Pensamento bem Amplo Obrigado!!

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.