quinta-feira, 21 de abril de 2016

A viagem não acaba nunca - José Saramago





A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o visitante sentou na areia da praia e disse:
“Não há mais o que ver”, saiba que não era assim. O fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite, com o sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. 

É preciso recomeçar a viagem. Sempre.


José Saramago




10 comentários:

  1. O grande Saramago!!! Saudades, faz falta, e como!
    beijinho, Maria, gostei da postagem, pura verdade.

    ResponderEliminar
  2. Tudo permanece em constante transformação ,muitos beijinhos querida amiga.

    ResponderEliminar
  3. Olá, Maria.
    Saramago, tão incompreendido e que eu, me encontro tanto em seus escritos ;)
    bj amg

    ResponderEliminar
  4. Na segunda feira, fui a uma tertúlia poética sobre Saramago.
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Nem mais. A viagem não acaba, nós é que acabaremos, quase sempre com a sensação de que ainda teríamos muito para viajar. Cést la vie.
    Uma bela escolha, este texto de J. Saramago.
    xx

    ResponderEliminar
  6. Saramago é único, gosto tanto! E a viagem não acaba, pois o trajeto é o que há de mais importante, a chagada é apenas mais um posto de partida.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  7. Palavras, com que me identifico totalmente... Adoro Saramago!
    Estou com algumas dificuldades em abrir o seu blog, Maria! virei noutra hora, acabar de ver as suas últimas publicações, numa altura, em que a Net por estes lados, não esteja tão lenta...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.